Sem categoria

Tratado de Schengen: o que é e por que é importante conhecer

Atenção, viajante! Quando os destinos europeus estiverem reabertos, você pretende fazer uma visitinha? Se a reposta para essa pergunta for sim, então você precisa conferir esse post. Afinal, a União Europeia conta com uma convenção que dispõe de uma série de medidas obrigatórias aos turistas.

Epa, você ainda não conhece esse acordo? Não tem problema não, porque a gente te conta agora mesmo o que é o Tratado de Schengen.

O que é o Tratado de Schengen?

Seguro viagem shutterstock 520313230

Seguro-viagem: uma das exigências dos países que fazem parte do Tratado de Schengen | Crédito: Shutterstock

Para começar, o Tratado de Schengen foi criado em 1985. Trata-se, na verdade, de um acordo que permite a livre circulação de pessoas entre os países signatários por até 90 dias, sendo necessário apenas o passaporte para ir de um destino a outro. Ah, e os dias fazem parte de um ciclo de 180 dias. Ou seja: para cada 90 dias nas regiões que fazem parte do tratado são necessários 90 dias fora delas.

Mas o que é exigido pra entrar nesses lugares? Embora não haja a obrigatoriedade do visto, o Tratado de Schengen exige que todas as pessoas vindas do exterior apresentem seguro-viagem com cobertura mínima de 30 mil euros. Isso porque essa quantia pode ser utilizada para suprir eventuais despesas hospitalares, acidentes e repatriações. Em outras palavras, só dá pra entrar nos países signatários com seguro-viagem.

Além disso, também são exigidos: passaporte com validade superior a seis meses, passagem aérea de ida e volta e comprovante de hospedagem, assim como comprovantes financeiros que garantam que o viajante tem como se manter no destino ao longo de toda a viagem. Lembre-se: sua entrada nesses destinos pode ser barrada se você não cumprir esses requisitos, já que todos esses documentos podem ser solicitados pela imigração.

Essas exigências valem somente para os países que fazem parte do Tratado de Schengen. Portanto, não se aplicam a toda a Europa, como é o caso de destinos como Bulgária, Romênia, Chipre, Irlanda, Reino Unido e Croácia.

Mas, peraí, quais são os países que fazem parte do Tratado de Schengen? 

Tromso Noruega shutterstock 1232559301

Quer curtir o frio da cidade de Tromso, na Noruega? Então você precisa de seguro-viagem | Crédito: Shutterstock

Ao todo 26 países assinaram esse acordo de abertura de fronteiras e livre circulação de pessoas para turismo e estudos por 90 dias. São eles:

1. Alemanha
2. Áustria
3. Bélgica
4. Dinamarca
5. Eslováquia
6. Eslovênia
7. Espanha
8. Estônia
9. Finlândia
10. França
11. Grécia
12. Hungria
13. Islândia
14. Itália
15. Letônia
16. Liechtenstein
17. Lituânia
18. Luxemburgo
19. Malta
20. Noruega
21. Países Baixos
22. Polônia
23. Portugal
24. República Checa
25. Suécia
26. Suíça

JÁ OUVIU FALAR DO ETIAS?

A partir de 2022, os brasileiros deverão solicitar uma autorização de viagem on-line para entrar na União Europeia. Sim, é isso mesmo. Chamado de ETIAS (Sistema Europeu de Informação e Autorização de Viagem, na sigla em português), foi criado a fim de garantir a segurança interna e prevenir a imigração ilegal, bem como para contribuir para a redução dos atrasos nas fronteiras. De toda forma, para o viajante não muda muita coisa: ele terá de pagar uma pequena taxa e preencher um formulário com dados pessoais.

Vai viajar de avião? Confira perguntas e respostas mais frequentes

Agora que você já sabe o que é o Tratado de Schengen, já pode começar a sonhar com uma viagem para a Europa. Mas, ó, antes de mais nada, procure seu agente de viagens. Até porque esse profissional pode te dar uma força com o seguro-viagem, passagens aéreas e o roteiro, por exemplo. Por fim, ele também garante assistência antes, durante e depois da trip. Legal, né?

Por último, mas não menos importante, depois não se esqueça de dar uma passadinha por aqui e contar como foi a sua experiência, viu? Assim você acaba ajudando a esclarecer as dúvidas de outras pessoas!

Fonte: https://www.segueviagem.com.br/blog/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *